Botões superiores

10 Jul 2020

Com Encontros Online, Bett Educar mantém engajamento do setor educacional

Redação Bett
Com Encontros Online, Bett Educar mantém engajamento do setor educacional

Maior evento de Educação e Tecnologia da América Latina, a Bett Educar manteve a proximidade e o engajamento de todos entes educacionais por meio de encontros online. Desde que as instituições de ensino tiveram que se readaptar e inovar frente ao isolamento social e à interrupção das aulas presenciais, os eventos online têm contribuído com os educadores trazendo informação de qualidade e expertises, sempre com a participação de lideranças e especialistas nacionais e internacionais.

Em seu segundo Encontro Online, realizado nos dias 23 e 24 de junho, a Bett Educar reuniu cerca de 15 mil participantes, com quase 30 mil interações. Para quem ainda não teve oportunidade de assistir, o conteúdo está disponível no YouTube da Bett Educar. O Encontro contou com patrocínio do Sistema CEV, Cellep e Fundação Santillana.

“Nada substitui o encontro presencial, nem nas escolas, nem nas mais variadas atividades profissionais, e não seria diferente com eventos, congressos e exposições. Mas a Bett Educar tem se mantido integrada com seu público ao oferecer apoio, conhecimento, debates, experiências e reflexões nas atividades educacionais nesse momento especial e pensado no pós-pandemia também”, declara Claudia Valério, diretora da Bett Brasil.

Em seu mais recente Encontro Online, foram apresentados novos dados sobre o atual cenário e o futuro da educação pós-pandemia, os planos para a voltas às aulas nas redes públicas e particulares de ensino, os protocolos internacionais e o acolhimento imprescindível a alunos, professores e familiares para quando o retorno for possível.

O Encontro Online teve moderação da diretora de conteúdo da Bett Educar, Maria Alice Carraturi. Participaram o escritor e psicólogo Rossandro Klinjey, a diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais/FGV-RJ, Claudia Costin, o Secretário-Executivo da Educação de São Paulo, Haroldo Corrêa, e o escritor e autor da metodologia OPEE, Leo Fraiman.

Para apresentar as práticas e protocolos internacionais, atuais e para a volta às aulas, a Bett Educar trouxe Maria João Horta, Subdiretora Geral do MEC de Portugal, e Jarkko Wickström, diretor de operações da Finland University.  Para falar sobre a preparação da volta às aulas no Brasil, o evento recebeu Valdenice Minatel, Diretora Geral Educacional do Colégio Dante Alighieri (SP) e Roberta Guedes, Gerente de Câmara de Educação Básica da ANEC.

O Econtro Oline também abordou o financiamento para educação. Participaram Conrado Leiras Matos, Chefe do Departamento de Educação e Investimentos Sociais do BNDES, e Marcus Vinícius Macedo Alves, Gerente no Departamento de Clientes e Relacionamento Institucional do BNDES.

No primeiro dia do Encontro, Rossandro Klinjey falou sobre o auto-acolhimento do professor no retorno à escola e as possíveis consequências pós-pandemia: “Devemos começar a acolher desde já e a escola deve tomar a iniciativa, tentar antecipar alguns cenários, ainda que só saberemos como será o novo normal quando voltarmos. A BNCC, as novas competências, inclusive as emocionais, virão com muito mais força, até para auxiliar professores, alunos e famílias, que certamente voltarão com seus sofrimentos e dores”.

Claudia Costin apontou a crise de aprendizagem brasileira pré-Covid-19, a situação do Brasil frente a outros países e o cenário mundial, hoje com mais de 1,5 bilhão de estudantes sem aulas presenciais. Para a educadora, as novas tendências em educação no mundo estarão baseadas no ensino híbrido, na cultura digital e nas competências, como adaptabilidade, empatia e abertura para o novo. Costin falou ainda dos sistemas educacionais pós-pandemia, que serão permeados por quebras de paradigmas, exigência de maior inclusão digital e a conectividade para escolas e residências.

 

Da experiência internacional

A Subdiretora Geral do Ministério da Educação de Portugal, Maria João Horta, relatou em sua conversa aspectos da transformação digital em seu país, como as plataformas para o ensino a distância, através de um trabalho articulado e do apoio às famílias, às escolas, aos professores e diretores. “Disponibilizamos recursos e documentos de apoio aos docentes, além de plataformas com ferramentas digitais”.

Segundo Jarkko Wickström, diretor de operações da Universidade da Finlândia, a proposta finlandesa para a educação agora é pensar na aprendizagem ao longo do tempo, e não focar tanto nas ferramentas e tipos de tecnologias e mudanças necessárias. Jarkko comentou que o processo de avaliação será feito a partir de dados do ano letivo inteiro e não especificamente do período de isolamento ou das aulas online. “Por outro lado, o professor vai avaliar seu desempenho e o seu trabalho de entrega. Nesse período excepcional, a base que sustenta é a formação e o planejamento pedagógico. O que muda é construir apoio para a aprendizagem online”.

 

Bett Educar - Presencial

Confiante que em 2021 o Brasil e o mundo terão superado a pandemia que assolou o mundo, a Bett Educar anuncia que seu próximo evento presencial será realizado entre dias 11 e 14 de maio, no Transamerica Expo, em São Paulo.

Para isso, a Bett Educar trabalha de forma incansável para que em 2021 traga novidades em novas tecnologias e metodologias que foram e estão sendo desenvolvidas durante esse período, e ainda ter temas e conteúdos pertinentes às questões que desafiarão a educação no pós-pandemia.

 

Veja mais
Loading

Assine a newsletter da Bett Educar

Seja o primeiro a saber sobre novos palestrantes, conteúdos recém-lançados, notícias, novidades de quem está exibindo e muito mais.


 

Botões superiores

Parceiros