Botões superiores

23 Jun 2021

Empresas do setor educacional podem ajudar a promover qualidade e a equidade da educação brasileira

Redação Bett
Empresas do setor educacional podem ajudar a promover qualidade e a equidade da educação brasileira

A pandemia do novo coronavírus interrompeu da noite para o dia o funcionamento das escolas, instituições de ensino e universidades. Virou a educação de cabeça para baixo, introduziu o aprendizado virtual e, muitas vezes, professores buscaram por conta própria soluções para reintegrar seus alunos. Apesar dos inúmeros problemas enfrentados, o período pós Covid-19 mostrou que é possível fazer melhor, e que a escola, pais, alunos, professores e a sociedade podem e devem redefinir o que é Educação.

“Podemos sair dessa ainda melhor se algumas mudanças que fizemos durante esses meses não desaparecerem quando voltarmos ao mínimo de normalidade. Por parte da Bett Educar, que cumpre o seu papel de aproximar as empresas do setor às escolas e instituições de ensino, fomentamos essa articulação para contribuir para uma educação de melhorar qualidade e com equidade”, explica Adriana Martinelli, Diretora da Conteúdo da Bett Educar.

Para manter a comunidade educacional atenta às principais novidades do setor, a Bett Educar tem realizado diversos eventos digitais após a decretação da pandemia. O mais recente, no mês de maio, a II Jornada Bett Online, com mais de 25 horas de atividades, incluiu palestras, palcos de lives, oficinas de aprendizagem práticas e apresentações de produtos e serviços proporcionadas por expositores, parceiros e patrocinadores.

Em síntese, o setor educacional tem identificado as principais mudanças, o que deve ser mantido, o que não tem mais volta e como os professores podem manter o ensino com formas ativas de aprendizagem baseadas em problemas ou em projetos, com recursos analógicos ou tecnológicos, e como promover o desenvolvimento socioemocional de seus alunos.

A II Jornada Bett Online ajudou a ampliar as discussões prementes para a educação brasileira em meio à pandemia, ou para o pós-pandemia, apresentando inovações, ideias, metodologias, tecnologias e diversos produtos e serviços como recursos educacionais.

O Edify Education, empresa de soluções educacionais em inglês, apresentou no evento seu novo portfólio de produtos voltado para escolas, professores e alunos. Recentemente, a empresa ampliou sua atuação e hoje já entrega mais do que apenas o programa bilíngue, incluindo em suas soluções a formação de professores de inglês, educadores e gestores escolares, além de projetos que apoiam a prática bilíngue. “O Edify caminha de mãos dadas com todo o mercado, sempre construindo e provocando novas formas de aprender e ensinar inglês. Não só reformulamos nosso programa bilíngue em três novos formatos - todos com o aluno no centro da aprendizagem e com foco no desenvolvimento de habilidades fundamentais para o mundo atual e futuro -, como fomos além, abraçando novas soluções que apoiam todo ecossistema bilíngue”, afirma Ana Antônio, Head de Mercado do Edify Education.

Na mesma linha, para ensinar, construir e provocar, o Nave à Vela aposta em inovações tecnológicas ou analógicas, com possibilidades para a nova jornada educacional para o ensino a distância, híbrido ou (quando possível) presencial. Com a proposta de Cultura Maker, mais conhecida como a “Cultura do Fazer”, o Nave à Vela mostrou o  Espaço.NAV, plataforma para educadores, alunos e famílias.

“As atividades maker podem ser feitas de forma presencial ou remota, para criar projetos e ideias com as próprias mãos e incentivar a criatividade, com recursos tecnológicos ou analógicos. Todos os conteúdos editoriais e digitais do NAV ficam organizados em um único lugar, facilitando o dia a dia do educador no planejamento das aulas e no acompanhamento dos alunos. Ao mesmo tempo, gestores e famílias têm mais visibilidade sobre o engajamento e a evolução dos alunos com as atividades maker”, Stephanie Duarte, Diretora de Pesquisa & Desenvolvimento do Nave à Vela. 

 

Saúde Mental

Para além das metodologias, tecnologias e inovações, Leticia Lyle, diretora pedagógica da Camino School, escola trilíngue que pratica a aprendizagem ativa, e da Cloe, plataforma digital de Aprendizagem Ativa desenvolvida pela Camino Education, inseriu em sua palestra temas relacionados à saúde mental e síndrome de Burnout. “Na palestra, não só pude conversar sobre o trabalho que desenvolvemos na Camino School como falamos também de saúde mental e aprendizagem ativa, metodologia que tem como desafio entender qual é a melhor maneira de colocar o estudante no centro do processo do saber e do aprender”, pontuou Lyle. A Camino Education é a primeira Edtech brasileira a compor a comunidade Global Innovators do World Economic Forum e está entre as 100 Edtechs mais inovadores da América Latina, segundo o ranking 2020 LATAM 100 Edtechs anual.

Outra empresa com soluções para o ensino bilíngue, a AMCO apresentou resultados e desafios da BNCC em meio à pandemia e às exigências da nova realidade de ensino presencial, híbrido e com aulas remotas. A empresa nasceu a partir de uma escola e dos desafios de professores e alunos em aprender a língua inglesa. Hoje, está presente na América Latina em 1400 escolas, 14 países, incluindo o Brasil, Portugal e Espanha, e conecta mais de 35 mil professores e 9 mil salas de aulas.

“De forma intensa, testamos a entrada no Brasil com todos os desafios da BNCC, a partir da pandemia e das exigências da Diretriz de Ensino Plurilíngue. Percebemos que o entusiasmo do setor aumentou, até porque as primeiras escolas parceiras atingiram seus objetivos em 2020 e perceberam o valor disso para continuar a crescer em 2021 e daqui por diante”, explicou Mekler Nunes, Country Manager AMCO Brazil.

Além do estande virtual, o SAS Plataforma de Educação trouxe ainda especialistas para falar sobre ensino híbrido, aprendizado ativo, dicas para a realização de aulas dinâmicas e envolventes e sobre a identidade da escola no Novo Ensino Médio. “Mesmo que virtualmente, pudemos nos aproximar de mantenedores e gestores escolares para apresentar nossos serviços, diferenciais e mostrar a nossa expertise”, afirma Idelfrânio Moreira.

 

Um tutor para cada aluno

Criado para elevar o desempenho acadêmico de escolas que precisam se adaptar às rápidas mudanças de um mundo cada vez mais digital, a plataforma TutorMundi foi desenvolvida especialmente para escolas que queiram oferecer um ensino personalizado, híbrido e individual.

Para o reforço escolar, o TutorMundi disponibiliza aos alunos acesso instantâneo a tutores das melhores universidades do Brasil, na hora que precisam. Para Rafael Lima, diretor da Colégio Fator, que utiliza a plataforma, um dos benefícios é poder identificar os tópicos mais abordados pelos alunos e o tempo que eles permanecem para tirar dúvidas. “O que mais me chamou atenção foi um aluno que tinha uma dúvida de filosofia e recebeu uma tutoria de qualidade, com explicações precisas”.

A Tecnologia Educacional, da Positivo Tecnologia, mostrou no evento os lançamentos LEGO® BricQ Motion Essential, um para alunos de 1º e 2º anos e outro para alunos do 3º ao 5º ano, para aplicar conceitos da física enquanto transformam peças soltas e coloridas em equipamentos para prática de esportes olímpicos. Fazem parte de portfólio ainda o Schood, a pulseira inteligente que oferece mais segurança à escola e facilita a gestão; as Mesas Educacionais, que auxiliam na alfabetização e no letramento; o Inventura, programa completo de Educação 4.0 para ensinar e aprender programação; o Aprimora, um ecossistema adaptativo de aprendizagem, e o Pense Matemática, que ensina a matemática de uma forma divertida.

Startup de educação baseada em evidência, a Evolucional tem aplicado tecnologia para produzir simulados e diagnósticos sobre o desempenho dos estudantes. Segundo Vinícius Freaza, sócio-diretor da Evolucional, a avaliação deve servir para os professores tomarem decisões e adotar o conceito que entenda a avaliação como um instrumento de identificação de necessidades de aprendizagens. "Avaliação é um dos temas mais espinhosos dentro da educação. Se não tivermos a clareza das potencialidades que podem ser desenvolvidas a partir de seus resultados, corremos o risco de usá-la para mera rotulagem de alunos, e não a favor de uma aprendizagem cognitiva sólida, significativa e mensurável”.

 

Pós-pandemia

O ensino híbrido ainda será a regra do jogo por muito tempo, e talvez permaneça indefinidamente. É neste contexto que o Intellectus Plataforma de Ensino nasceu adaptado às necessidades do ensino híbrido, partindo da premissa de que hoje o conhecimento é acessível em diversos locais e formatos.

A equipe de especialistas do Intellectus Plataforma de Ensino desenvolveu um método de aprendizagem mais estimulante e eficiente no qual os estudantes passam pela etapa de Pré-aula, que é uma contextualização do que será visto em sala; avançam para a Aula – seja presencial ou não –, já tendo consumido parte essencial do conteúdo e evitando que o professor precise retomar o assunto da aula anterior; e finalizam o ciclo na fase de Pós-aula, equivalente ao tradicional dever de casa, na qual o conhecimento é solidificado e eventuais lacunas são preenchidas.

“As plataformas digitais desenvolvidas pela nossa equipe integram plenamente as atividades presenciais e não presenciais. Os alunos têm novos pontos de contato com a matéria, adquirem conhecimento em um formato mais estimulante e a sala de aula se torna um ambiente de reflexão e debate, não apenas de exposição de conteúdo”, avalia Fabio Benites, CEO da plataforma.

A Eduinfo conseguiu alinhar sua proposta a diversos temas da II Jornada Bett Online. A empresa apresentou uma solução para o ensino ao vivo, a poly studio usb, uma câmera que já era utilizada no mundo corporativo para reuniões e que caiu como uma luva para o atual momento. Para as aulas presenciais, a Eduinfo aposta em tecnologias com óculos de realidade virtual, o Class VR, onde o professor pode montar a sua aula para a experiência do ensino imersivo, e o Space Studio, onde são trabalhadas a mudança do físico da escola focados em um melhor design e funcionalidades.

 

Qualidade Pedagógica

A Inspira Rede de Educadores e a Plataforma A+ debateram os avanços e desafios da transformação digital e humana do setor. Na live “Estratégia de Expansão Inorgânica com Escolas de Excelência” as empresas destacaram o crescimento e a importância de manter a qualidade pedagógica. “A proposta foi mostrar os benefícios de participar de uma rede de educadores que tem como princípio a manutenção do legado pedagógico, o desenvolvimento de pessoas e o investimento em tecnologia”, explicou André Aguiar, fundador e CEO da Inspira Rede de Educadores.

Na live com Alexandre Sayão, CEO da Plataforma A+, foram apresentados os desafios e avanços da cultura tecnológica. “A tecnologia se tornou essencial dentro e fora das salas de aula e impactou toda a comunidade escolar. Não há como negar que a tecnologia é a principal aliada da educação no Brasil e temos agora a chance de lançar luz às evoluções do setor e mostrar que ainda há muito a ser feito e como trabalhar para preencher estas lacunas”, destacou Sayão. A Plataforma A+ é uma edtech que entrega aos setores administrativos acesso aos procedimentos operacionais e permite que os pais recebam informações sobre a rotina escolar, comunicados e dados consolidados do desempenho dos estudantes.

Em paralelo às palestras, lives e oficinas de aprendizagem, a Bett Educar agrega ao conteúdo exposição de produtos e serviços também em seus eventos digitais. A II Jornada Bett Online contou ainda com a participação de empresas reconhecidas pela qualidade, atendimento e adequação de seus produtos para o segmento educacional.

O Grupo Pimpão, fundado 1992, apresentou sua linha de produtos exclusivos, modernos, com layout diferenciado e dentro das tendências da educação no mundo, composta também por mobiliário infantil, playgrounds, brinquedos educativos, livros, materiais para laboratório e consultoria educacional.

Como forma de contribuir com os participantes da II Jornada Bett Online, o Grupo Pimpão está lançando uma ação exclusiva de desconto e parcelamento. Muitos de nossos clientes estão buscando soluções inovadoras em playgrounds. Por isso, quem participou da Jornada tem desconto de 30%, parcelamento em até 12x sem juros e frete grátis (consulte regras) em nosso Playground Escalda Planetária. Para mais informações, acesse o site ou WhatsApp 41 9 9954-6869 - informe o código BETTPLAY para aproveitar essa oportunidade.

A Lenovo anunciou o LanSchool Air, seu software de gerenciamento de salas de aula baseado na nuvem, disponível para as escolas do Brasil. Há mais de 30 anos, o LanSchool fornece o seu software líder no gerenciamento de salas de aula no âmbito da tecnologia da educação, atendendo a mais de 12 milhões de clientes em 75 países.

O LanSchool Air ajuda os professores a se conectarem com os alunos dentro do espaço digital para criarem experiências mais significativas online, na sala de aula e remotamente. Inclui recursos para ajudar a monitorar e proteger os dispositivos dos alunos, permitindo a comunicação e o compartilhamento de tela e o gerenciamento do dispositivo para ajudar a orientar o aprendizado, promover a colaboração e maximizar o tempo dedicado ao ensino. Os principais recursos são o monitoramento de tela, tela em branco, mensagens e notificações push. Com o LanSchool Air, os professores podem aumentar o engajamento dos alunos, ensinar cidadania digital e proporcionar um ambiente de aprendizado imersivo.

Com mais de 30 anos de experiência no mercado de visualização, a BenQ, marca nº 1 de projetores DLP no mundo e a autoridade internacional em monitores interativos para a educação, trouxe um portfólio amplo de produtos e soluções integradas.

Entre outros produtos, a Tela Interativa Corporativa 4K 75" RP7501K, projetada para explorar as mais diversas possibilidades de uma sala de reunião, com recursos integrados de quadro de comunicações em nuvem que permitem que os funcionários acessem rapidamente seus materiais, o Projetor Smart EW800ST, para colaborar com professores e alunos que buscam constantemente novas maneiras de tornar o aprendizado mais interessante, eficaz e divertido, e o Projetor Interativo de Ultra Curta Distância MW855UST, projetado para colaboração e interação em sala de aula.

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes:


 

Loading

Assine a newsletter da Bett Educar

Seja o primeiro a saber sobre novos palestrantes, conteúdos recém-lançados, notícias, novidades de quem está exibindo e muito mais.


 

Botões superiores

Parceiros

 

 

Patrocinadores



Apoiadores