Botões superiores (copy)

11 Sep 2020

Programa de Educação para a Diversidade pode reforçar o poder da leitura no desenvolvimento do pensamento crítico

Autora Convidada: Janine Rodrigues
Programa de Educação para a Diversidade pode reforçar o poder da leitura no desenvolvimento do pensamento crítico

A leitura faz o estudante criticar, identificar-se, opor-se, pensar em suas experiências, enxergar-se dentro da história. Quando a escola percebe o poder da leitura e suas contribuições para a aprendizagem, dando liberdade e colocando-se inclusive, no lugar de escuta e observação, temos então a oportunidade de alcançar uma educação edificante.

Falamos cada vez mais sobre a importância da diversidade e como ela se apresenta na escola. A leitura é uma das mais importantes formas pela qual a diversidade se mostra. Ela nos faz pensar sobre a direta relação entre diferença e referência, afinal, uma não existe sem a outra. E quais são as nossas referências? Por que algumas delas são consideradas como superiores em detrimento de outras?

No Programa de Educação para a Diversidade do Piraporiando, por exemplo, tanto a formação dos professores, as atividades para os alunos e alunas e suas famílias como  a gestão das dinâmicas entre os grupos da educação infantil, fundamental e ensino médio estão focados na diversidade. Esta temática é apresentada em nossos livros e  também representada nas histórias escritas pelos próprios estudantes.

A capacidade intelectual dos alunos, além de merecer atenção, também precisa ser vista como protagonista na construção dos saberes. Nós, educadores,  geramos impacto no aprendizado do aluno, mas somos ainda mais efetivos quando orientamos o aluno a descobrir, perceber, compreender e compartilhar com seus pares o que ele aprendeu.   Para além de matérias específicas, a educação se ocupa principalmente em formar o indivíduo em todos os campos, de forma que ele possa contribuir tanto para a sociedade como para si próprio.

Ao incentivarmos a leitura e reconhecermos o seu importante papel na formação do senso crítico do aluno, enfatizamos a importância da diversidade, que tem como prerrogativa, por exemplo, o fato de que todas as pessoas, culturas, estruturas merecem respeito, merecem ser ouvidas e terem seus direitos resguardados. Ressaltamos também que, independente de idade, gênero, classe econômica, todos e todas são capazes de dar suas contribuições para uma sociedade mais justa.

Não podemos distanciar a escola daquilo que almejamos que ela resulte na sociedade. Pregamos uma educação que emancipa, que significa, que constrói, portanto, a escola precisa sempre caminhar alinhada a este propósito.

Saiba mais sobre a autora


 


Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais:


 

 

Veja mais
Loading

Assine a newsletter da Bett Educar

Seja o primeiro a saber sobre novos palestrantes, conteúdos recém-lançados, notícias, novidades de quem está exibindo e muito mais.


 

Botões superiores (copy)

Parceiros

 

 

Patrocinadores



Apoiadores